Os efeitos dos nossos sentimentos

O coração alegre aformoseia o rosto, mas com a tristeza do coração o espírito se abate.
(Provérbios 13.15)

Os efeitos que a alegria e a tristeza causam no ser humano são obviamente distintos. Disto ninguém tem duvidas. Entretanto, qual é realmente a natureza dessa distinção? Esse provérbio nos ensina que a alegria tem um efeito externo e a tristeza um interno. Em ambos os casos a fonte desses efeitos é a mesma – o coração. Isso significa que somos por natureza programados para mostrar nosso contentamento e esconder nossa tristeza. Note que o provérbio não está dizendo que um seja melhor que o outro, mas apenas informando as direções opostas que cada um desses sentimentos toma. ‘Mostrar contentamento e esconder a tristeza’ também não significa ser impróprio ao cristão demonstrar sua tristeza. O provérbio foca principalmente no efeito que cada um desses sentimentos causa. O cristão tem, sim, muitos motivos para se entristecer. O Bíblia não nos ensina apenas a louvar, mas também a lamentar. Ouvir um lamento de um cristão, que mantém seu temor a Deus apesar de tudo, produz grande alento e instrução para os que passam por situações semelhantes. Entretanto, este provérbio ajuda-nos a nos lembrar de que a tristeza sempre nos afetará muito mais do que aqueles que a observam. Por outro lado, o ser humano é a única criação de Deus que consegue sorrir no sentido pleno da palavra.

Aplicação

O sorriso é um termômetro – ele apenas lê o seu coração. A tristeza, por outro lado, é um termostato – ela altera o estado do seu coração.

 

5 Comentários

Deixe uma resposta