Oração pela verdade

Senhor Deus, graças te damos pelo nosso país e pela maneira como o tens sustentado apesar de tudo o que somos e fazemos. Cremos, Senhor, que a tua mão não está encolhida para que não possas salvar, nem teus ouvidos fechados para que não possas ouvir. Por isso, voltamos nossa mente e o nosso coração a ti suplicando pelo teu favor, a fim de que a verdade abunde em nosso meio.

Ó Senhor, houve um tempo em que o profeta Isaías advertiu o teu povo dizendo: “Porque as vossas mãos estão contaminadas de sangue, e os vossos dedos, de iniquidade; os vossos lábios falam mentiras, e a vossa língua profere maldade. Ninguém há que clame pela justiça, ninguém que compareça em juízo pela verdade; confiam no que é nulo e andam falando mentiras; concebem o mal e dão à luz a iniquidade” (Is 59:3-4).

Ó Senhor, de igual modo, há muita mentira e iniquidade permeando a nossa sociedade, há muitas mãos contaminadas de sangue, há muitos que confiam no que é nulo, e há muitos que não param de dar à luz a outras iniquidades ainda maiores. Contudo, aqui nos encontramos em tua presença orando em favor daqueles que têm comparecido em juízo pela verdade. Não conhecemos seus corações e não podemos avaliar suas motivações. Não sabemos se aqueles que comparecem em juízo pela verdade o fazem porque amam a verdade ou amam a ti que és a verdade. Não sabemos se eles desconhecem o caminho da paz ou andam em veredas tortuosas ao mesmo tempo que comparecem em juízo pela verdade. O que sabemos e pedimos é que tu voltes o teu rosto para estes líderes e governantes em nosso país que têm comparecido em juízo pela verdade.

Ó Senhor, faz emudecer a língua dos que defendem por meio da mentira a perpetuação da iniquidade e da corrupção; faz com que sejam envergonhados e confrontados em público aqueles que em seus corações maquinam o mal enquanto dizem buscar o bem. Não permitas que “besuntem a verdade com a mentira” (Jó 13:4). Não permitas que prevaleçam no juízo, mas sejam vencidos pela verdade, pois “flecha mortífera é a língua deles; falam engano; com a boca fala cada um de paz com o seu companheiro, mas no seu interior lhe arma ciladas” (Jr 9:8).

Ó Senhor, o povo brasileiro tem aguardado por gerações após gerações o dia quando veremos nossos líderes e governantes iníquos pagarem pelo mal que têm nos causado. Como bem disse o profeta Isaías, “Todos nós bramamos como ursos e gememos como pombas; esperamos o juízo, e não o há; a salvação, e ela está longe de nós” (Is 59:11). Por causa disto, Senhor, te suplicamos pelas tuas misericórdias; pois sabemos que “a justiça e o direito são o fundamento do teu trono; graça e verdade te precedem” (Sl 89:14). Não queremos mais ver, como disse Isaías, o direito se retirando e a justiça se pondo de longe por causa da verdade que anda tropeçando pelas praças (Is 59:14). Pelo contrário, Senhor, faz-nos ver ainda nesta geração o cumprimento das palavras do salmista: “Encontraram-se a graça e a verdade, a justiça e a paz se beijaram. Da terra brota a verdade, dos céus a justiça baixa o seu olhar” (Sl 85:10-11).

Ó Senhor, tu não dependes de nenhum tribunal humano para fazer prevalecer a verdade, pois podes fazê-la brotar da terra, mas esta nação precisa voltar a ver a verdade prevalecendo e a mentira perecendo. Nosso povo brasileiro precisa voltar a ver a corrupção e os corruptos serem inexplicavelmente castigados com a tua fúria e com a tua justiça, a fim de que reconheçam que tu, mais do que qualquer um de nós, te empenhas em promover a verdade.

Ó Senhor, lembra a tua igreja neste país de que a tua palavra é a verdade, e precisamos ser santificados nela (Jo 17:17). Fortalece-nos mais uma vez e ajuda-nos a buscar esta santificação conhecendo e proclamando a tua verdade.

Oramos em nome daquele que é o caminho, a verdade e a vida; Cristo Jesus nosso Senhor. Amém.

Lembrou-se de alguém enquanto lia? Compartilhe.
  • 1
    Share

3 Comentários

Deixe uma resposta